Antes de qualquer coisa, queremos que você entenda que não são regras para você saber e ficar conversando numa conversa de bar, na praia com seus amigos e amigas não, são regras pra você praticar. O que vai fazer a diferença não é você saber de cor as regras, o que vai fazer a diferença na sua vida e principalmente na sua vida financeira é você praticar essas regras. Conheça as principais regras de finanças pessoais que você deve seguir.

-Publicidade

Conheça as principais regras de finanças pessoais

Gaste menos do que você ganha
Gaste menos do que você ganha (Foto: Divulgação)

1° Regra: Gaste menos do que você ganha

Essa regra parece óbvio, mas tem muita gente que não está colocando essa regra básica em prática. O acerto foi feito um levantamento no Brasil e uma em cada quatro pessoas fecha o mês com a conta negativa, esse é o seu caso se for o seu caso mesma coisa, você tem que colocar na sua cabeça é que a hora de mudar a situação uma vez por todas, e a melhor forma de fazer isso é você mapear os seus gastos e criar metas financeiras. Essas metas financeiras nada mais é, do que definir o quanto do seu dinheiro vai para cada área importante da sua vida.

Conheça as principais regras de finanças pessoais
Pague-se antes de todos (Foto: Divulgação)

2° Regra: Pague-se antes de todos

Esse é um conceito fundamental no mundo das finanças pessoais e que faz toda a diferença. Quando é posto em prática eu aposto que você prometeu várias vezes que você vai guardar tudo o que sobrasse no final do mês, na verdade o problema é que dificilmente sobra alguma coisa no final do mês, sempre surge oportunidade para você gastar o seu dinheiro nunca faltam, é por isso que você deve encarar sua poupança mensal como mais uma das suas despesas, inclusive colocando nela uma data de vencimento e tudo que tem direito em uma despesa sua. Então no próximo mês no dia que o seu salário for cair você já mandou uma quantia para a poupança, como se fosse uma conta para você pagar, se já não podia continuar ocupando moda o tesouro direto nessa continha qualquer lugar que você quiser mandar fazer uma aplicação financeira ir programada, na sua conta bancária onde você recebe o dinheiro para o mesmo dia do mês por isso também vai ajudar você a criar essa disciplina. Pague você mesmo em primeiro lugar, não espere sobrar dinheiro no final do mesmo.

-Publicidade
Conheça as principais regras de finanças pessoais
Poupe pouco, mas sempre poupe (Foto: Divulgação)

3° Regra: Poupe pouco, mas sempre poupe

Se você já leu alguns trechos de finanças pessoais recomendam que se poupe 10% ou 15% da sua renda e você fica desesperado achando que é muito porque eu sei que criar o hábito da poupança não é uma tarefa fácil. Agora, se você considerar todos os compromissos financeiros no seu dia-a-dia aí que fica mais difícil mesmo, então o segredo é você começar aos poucos a fazer o pagamento das suas despesas, não existe opção para você se você quer ser bem sucedidos e precisam saber onde está gastando seu dinheiro se você identificar, por exemplo, que você está endividado e você precisa comprometer a grande parte do seu orçamento com o pagamento das suas dívidas você não precisa se preocupar em poupar 15% da sua renda por enquanto, primeiro você resolve sua situação financeira depois de acabarem as parcelas você começa a poupar, mas até lá você pode guardar um valor menor ainda que simbólico mensalmente na poupança porque isso vai ajudar você criar o hábito de economizar todo mês. Então não importa a quantia que você poupa o que importa é a frequência que você está poupando.

Procure sempre ficar antenado sobre finanças pessoais
Procure sempre ficar antenado sobre finanças pessoais (Foto: Divulgação)

4° Regra: Procure sempre ficar antenado sobre finanças pessoais

Sabemos que esse não é o tema que mais te dá prazer, mas talvez seja ou talvez não seja, mas o fato é que como em tudo na vida, quanto mais você aprende maiores são as chances você não cometer erro e nas finanças pessoais e isso se aplica de mais frequentemente diariamente, assista vídeos sobre finanças pessoais, acesse sites sobre finanças pessoais para você se familiarizar mais com o tema.

Não vincule sua segurança financeira ao seu trabalho
Não vincule sua segurança financeira ao seu trabalho (Foto: Divulgação)

5° Regra: Não vincule sua segurança financeira ao seu trabalho

A maioria das pessoas elas não gostam de pensar na possibilidade de perder o emprego só que essa preocupação ela vai dobrar de tamanho para quem não conhece como não consegue usar o dinheiro para algo além de manter o dia a dia, ou seja, pagar as contas das casas as dívidas não poupam, não investem a segurança financeira dessas pessoas que só pagam as contas da casa as dívidas, não poupou, não investem e o dinheiro só serve pra isso não sobe mais dinheiro pra nada está 100% vinculado ao emprego atual e a gente sabe que por melhor profissional que você seja cara você não está totalmente livre do risco de ser demitido, então voltar vai ajudar você a diminuir a dependência do seu emprego.

Veja também:

Cartão de crédito sem anuidade – como solicitar?

Como solicitar cartão de crédito pela internet

Cartão de crédito para negativado Santander Free

Santander libera cartão de crédito para negativado

Siga-me

Heitor Oliveira

Editor em Blog e Dicas
Olá, como vai vocês? Me chamo Heitor Oliveira, tenho 31 anos e vim contar um pouco sobre minha história acadêmica.

Sou blogueiro na... , mas até chegar onde chegue tive vários problemas em saber qual carreira gostaria de segui.

Me formei em Marketing Digital e comecei a entender melhor todas as áreas que o Marketing trabalha, com isso me apaixonei pela parte artística e tentei me profissionalizar nessa área, porem a escrita me dominou me trazendo até onde estou hoje.
Heitor Oliveira
Siga-me

Últimos posts por Heitor Oliveira (exibir todos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui